OverClock
Quinta, 25 de Abril de 2019

Nvidia GTX 1650 não possui NVENC Turing e traz encoder de vídeo Volta Quinta, 25 de Abril de 2019

Nvidia GTX 1650 não possui NVENC Turing e traz encoder de vídeo Volta
A placa de vídeo GeForce GTX 1650 já está entre nós e mostramos aqui no Adrenaline um pouco de seu poder com games, mas um pequeno detalhes sobre o novo produto tem passado despercebido. Um usuário do Twitter notou nas especificações oficiais do hardware que a nova GPU conta com um encoder de vídeo NVENC baseado em Volta, e não com a versão Turing da ferramenta, que traz aprimoramentos. Apesar de não fazer muita diferença para quem apenas joga, o encoder de vídeo é importante para quem trabalha com vídeos e permite que a placa faça a codificação de funções como gravação e streaming de vídeos, liberando mais poder para o processador. Imagem: Nvidia/EVGA As placas de vídeo da série 16 e série 20 da Nvidia contam com um encoder baseado em Turing, que entrega até 15% mais performance em comparação às tecnologias da Nvidia e possui melhorias para evitar artefatos e interferências. A exceção da regra, porém, é a nova placa de vídeo de entrada, que possui o NVENC baseado em Volta, a arquitetura anterior da fabricante. Ou seja, quando o assunto é codificação de vídeos e streaming, a GeForce GTX 1650 deve entregar um desempenho similar ao presente nas GPUs da série 10. Análise - Gigabyte GeForce GTX 1650 Gaming OC Até o momento, a Nvidia não comentou o motivo para adotar a edição anterior do encoder na GTX 1650, mas, ao que tudo indica, o objetivo da companhia possivelmente foi cortar gastos para oferecer um preço mais competitivo. Para quem curte fazer vídeos, porém, o diferencial pode acabar pesando na hora da compra. Segundo a fabricante, a GPU deve chegar ao Brasil custando algo na casa dos R$ 929. O que você achou da atitude da Nvidia em utilizar a versão anterior do NVENC na placa de vídeo? Deixe sua opinião aí nos comentários. Confira também nosso gameplay com a GTX...

Compartilhe: http://tinyurl.com/y3h23l3x