OverClock
Quinta, 22 de Agosto de 2019

Você já pode testar o primeiro beta do Edge feito sobre o Chromium Quinta, 22 de Agosto de 2019

Você já pode testar o primeiro beta do Edge feito sobre o Chromium

A Microsoft lançou uma versão beta estável da nova versão de seu navegador Edge, que agora é feito com base no Chromium. O plano é que ele seja um navegador de primeira linha para rivalizar com o Chrome, o Firefox e o Safari. As versões para desenvolvedor e Canary (atualizada diariamente) do navegador estão disponíveis há meses. Segundo a empresa, a versão beta é mais aperfeiçoada e visa um público mais amplo.

Falei com Joe Belfiore, vice-presidente da divisão de Experiência e Dispositivos da Microsoft, antes do lançamento da versão beta. Ele expressou sua esperança de que as pessoas testassem adequadamente a nova versão beta antes do lançamento final.

O último beta está disponível para o Windows 7 e versões mais recentes, incluindo o Windows 10. Além disso, uma versão para Mac, baseada no mesmo código, foi lançada simultaneamente.

Como é usar novo Edge

Eu usei a versão para desenvolvedores da versão para Mac há alguns meses e fiquei impressionada com a estabilidade dela — especialmente em comparação com alguns dos outros betas que carreguei em meus dispositivos ultimamente. (Eu não recomendaria o iPadOS beta no seu estado atual.) Todas as novas versões do Edge usam os mesmos motores Blink e V8 incorporados pelo Google Chrome e são baseados na mesma base de código do Chromium.

Por isso, ele não parece ser muito diferente do Chrome, o meu navegador habitual. Abrir vinte abas ainda consumirá um monte de memória:

Captura de tela do gerenciador de tarefas do Mac. Das cerca de 30 linhas de processos, 13 são de processos do Chrome e 10 são de processos do Edge.

Você também pode usar todas as extensões já oferecidas para o Chrome. Também dá para fazer o download de novas extensões específicas para o Edge na loja da Microsoft.

Interface

Quanto às diferenças, a mais óbvia será na interface. Se você gosta do design da interface do usuário que a Microsoft vem incorporando no Windows 10, vai adorar o Edge, independentemente da plataforma que você usa. Os menus são bem rotulados e fáceis de ler. As guias têm bordas nítidas agradáveis ​​que são um contraste bem-vindo para as curvas suaves do Chrome.

Tela de configurações do edge. Na esquerda, há uma lista de categorias. No centor da imagem, a tela "Sobre" mostra que o Edge está na versão 76. As abas na parte de cima do navegador têm bordas retas.

Contas e outros recursos

O Edge também não usa o login do Google. Em vez disso, você pode entrar com sua conta da Microsoft que você provavelmente criou para o Xbox ou o Windows. Você também pode fazer login com uma ID do Azure Active Directory. Para pessoas em empresas que usam serviços da Microsoft, essa é a ID que você usa regularmente para verificar seus e-mails ou fazer login no Office.

Segundo a Microsoft, haverá suporte a múltiplos usuários. Assim, você pode ter uma instância do navegador conectada à sua ID comercial e outra registrada na sua conta pessoal. Por enquanto, não há planos para permitir logins de contas que não sejam da Microsoft. Portanto, você precisará importar suas senhas e favoritos do Google Chrome.

Parece claro que houve muito entusiasmo para tornar o Edge o navegador de facto para o nível corporativo. Isso fica evidente pelo suporte a processos antigos do Internet Explorer. Embora o IE esteja morto e todos nós estejamos muito felizes com isso, muitos serviços para grandes empresas continuam a depender dele. Assim, desde que o usuário esteja em um dispositivo Windows, ele poderá abrir e interagir com páginas antigas do IE. (Processos do IE não são suportados na versão para Mac do Edge.)

Se você quiser experimentar, já pode baixar o Edge. Mas lembre-se de relatar quaisquer erros ou bugs que você encontre. Isso ainda é tecnicamente um beta, e testar os limites do navegador pode fazer com que ele trave.

The post Você já pode testar o primeiro beta do Edge feito sobre o Chromium appeared first on Gizmodo Brasil.


Compartilhe: https://tinyurl.com/y5vwt69l