OverClock
Sexta, 27 de Janeiro de 2023

Strava compra FATMAP e consolida sua posição como app de esportes Sexta, 27 de Janeiro de 2023

Strava compra FATMAP e consolida sua posição como app de esportes

O Strava, plataforma social para atletas, anunciou a aquisição da FATMAP, app voltado para a prática de esportes ao ar livre. Com essa compra, a proposta do Strava é que os assinantes tenham acesso aos mapas 3D do FATMAP, com a integração entre os dois sistemas. No comunicado à imprensa, não é apresentado uma previsão de quando haverá os sistemas estarão integrados.

Strava
Strava expande seu serviço para trilheiros (Imagem: Divulgação/Strava)

Nos últimos anos, o Strava está mudando o seu portfólio, deixando de ser “apenas” um app para caminhada, ciclismo e corrida. A plataforma está cada vez mais aprofundada no segmento de trilha e aventura, dando atenção também para outros esportes — desde tênis de mesa até canoagem. Com a aquisição do FATMAP, os trekkers, termo para “trilheiros”, ganharão um serviço para aprimorar as suas rotas.

FATMAP é comprado pelo Strava

O FATMAP foi criado em 2013, com a proposta de ser um serviço para resorts de esquis. Através dos mapas 3D do app, hóspedes seriam capazes de conferir as rotas das montanhas com antecedência. Com o tempo, o propósito passou a atender também trilheiros, atletas de moutain bike e outros praticantes de atividades ao ar livre — mais no formato “meio do mato”, natureza.

Assim como o Strava, o FATMAP também permite que os atletas se conectem e conheçam outros praticantes. Desse modo, fica fácil encontrar de grupos com gostos em comum. Os dois apps também permitem o compartilhamento de rotas.

Com o Strava aumentando o seu foco em trilhas e montanhas, a aquisição do FATMAP promete consolidar o app laranjinha como líder no segmento de plataformas de esportes, entregando um complemento para os seus assinantes.

Strava compra FATMAP (Imagem: Divulgação/Strava)
Strava compra FATMAP (Imagem: Divulgação/Strava)

E melhor para quem usa o Strava para trilhas: com a chegada da tecnologia de mapas 3D do FATMAP, os praticantes poderão estudar o terreno com antecedência, adquirindo conhecimento de trechos que podem ser mais perigosos.

Os mapas 3D do FATMAP possuem funções de pontos de interesse, curadoria profissional, guias locais e informações de segurança — uma ferramenta obrigatória para quem faz atividades em lugares pouco acessíveis.

Strava compra FATMAP (Imagem: Divulgação/Strava)
Strava compra FATMAP (Imagem: Divulgação/Strava)

Strava ainda decidirá sobre fusão dos apps

No momento, os dois aplicativos continuarão separados: nada dos mapas 3D do FATMAP no Strava. Este, inclusive, já conta com uma ferramenta de mapa 3D, mas não com as funcionalidades presente na plataforma recém-comprada. Como dito anteriormente, é um complemento para o Strava.

O próximo passo da aquisição é integrar o banco de usuários dos dois serviços, para que um usuário do Strava acesse o FATMAP diretamente com a sua conta, sem precisar criar um novo acesso. Segundo o Strava, as funções do FATMAP estarão disponíveis para os assinantes e não-assinantes. Mas claro, quem não paga não terá todas as ferramentas liberadas.

Strava compra FATMAP e consolida sua posição como app de esportes


Compartilhe: https://tinyurl.com/2kp57fug