OverClock
Quinta, 25 de Abril de 2019

Brasileiros estão comprando menos smartphones, mas estão gastando em modelos mais caros Quinta, 25 de Abril de 2019

Brasileiros estão comprando menos smartphones, mas estão gastando em modelos mais caros
Pessoa mexendo em um smartphone

O mercado brasileiro de celulares em 2018 registrou queda de 6,8% em relação a 2017, de acordo com a consultoria IDC. Foram 46,9 milhões de celulares vendidos – 44,4 milhões foram de smartphones e 2,5 milhões de feature phones, daqueles mais básicos.

Apesar da queda, as fabricantes tiveram 6% mais receita em relação ao ano passado, totalizando R$ 58,1 bilhões. Isso porque o valor médio que as pessoas pagaram por um celular aumentou, de R$ 1.149 em 2017 para R$ 1.307 em 2018.

Ou seja, os usuários estão comprando produtos mais caros. A faixa que mais cresceu foi dos modelos que custam entre R$ 1.100 e R$ 1.999 – eles representam 35,6% do mercado e tiveram uma alta de 73,1% em relação ao ano anterior. Logo em seguida, os smartphones caríssimos de mais de R$ 3.000 registraram alta de 22,2% nas vendas.

Os feature phones sofreram um baque de 16,2% em relação a 2017 e a faixa entre R$ 700 e R$ 1.099 também teve menos compradores, com baixa de 25,8% em relação a 2017 – ainda assim, essa é a faixa mais popular no Brasil:

  • 14% dos aparelhos são modelos básicos, de até R$ 699;
  • 40% são intermediários, entre R$ 700 a R$ 1 mil;
  • 35% são aparelhos mid-high, entre R$ 1 mil e R$ 2 mil;
  • 4% são aparelhos high-end, entre R$ 2 mil e R$ 3 mil;
  • 6,5% são aparelhos premium, acima de R$ 3 mil.

Renato Meireles, analista de mercado da IDC Brasil, diz que o cenário macroeconômico do País freou o consumo em 2018. “Passamos por três momentos que refletiram negativamente no mercado: a greve dos caminhoneiros, as eleições e a alta flutuação do dólar”, diz. Ele destacou ainda que a falta de novidades nos aparelhos pode ter tido impacto nas vendas.

A previsão para 2019 é de ainda menos vendas, com queda de 4,3% para os smartphones, com 42,5 milhões de unidades comercializadas, e queda de 6,3% para os feature phones, com 2,4 milhões. Ainda assim, a expectativa é que tíquete médio continue aumentando e o faturamento chegue a R$ 62 bilhões ao final de 2019, 7% a mais do que em 2018.

The post Brasileiros estão comprando menos smartphones, mas estão gastando em modelos mais caros appeared first on Gizmodo Brasil.


Compartilhe: http://tinyurl.com/yyfoovc6