OverClock
Sexta, 27 de Janeiro de 2023

Microsoft Edge estaria prestes a passar por mais uma grande transformação Sexta, 27 de Janeiro de 2023

Microsoft Edge estaria prestes a passar por mais uma grande transformação

Aparentemente, a Microsoft está no caminho de lançar uma grande revisão do Edge de forma bem discreta. Recursos lançados recentemente encontrados no navegador, como a interface em tela dividida, sugerem que a companhia pretende transformar o programa em algo ainda mais único e inspirado nos conceitos do projeto Phoenix, ressaltou o programador WalkingCat em sua conta no Twitter.

Segundo ele, o projeto Phoenix foi uma versão conceitual do Edge disponibilizada exclusivamente para funcionários da Microsoft. A proposta era criar uma plataforma de experimentação de recursos, interfaces e ideias que poderiam (ou não) ver a luz do dia na versão final do navegador.

'Phoenix' was an 'imaginary' version of Edge, appeared as an internal concept video from MS User Research team, with new UI/features, it's a project to collect feedbacks internally for Edge development directions/priorities, 'Split-Screen' was the most liked feature of Phoenix🤓 pic.twitter.com/DRrLwN8x01

-
Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.
-

— WalkingCat (@_h0x0d_) January 26, 2023

Nas últimas atualizações, porém, a MS deu sinais de que colocará mais do Phoenix no Edge. Um exemplo ressaltado pelo desenvolvedor foi a ferramenta de tela dividida que, de certa forma, dá uma nova forma de utilizar ao programa, poupando o usuário de gerenciar múltiplas instâncias do navegador quando precisa separar a tela em duas páginas.

Contudo, o Phoenix vai além: cantos arredondados, efeito de transparência do Material Mica e menus que detalham o consumo de recursos da máquina também foram encontrados em preparação para o programa da Microsoft — e todos eles oriundos da plataforma experimental.

Se for colocado no ar, o "novo Edge" se tornará um navegador bem mais distinto, especialmente em comparação com o Chrome, o líder do segmento. A interface retrabalhada simbolizaria uma nova fase para o programa da MS, agora com bem mais a cara de Windows 11 e com funcionalidades ainda não presentes no concorrente do Google.

O que será do Microsoft Edge?

É fato que o Microsoft Edge é um navegador “novo” no mercado. Apesar de ter passado por uma profunda reconstrução em 2020, ele é um dos competidores mais jovens, tendo sido lançado só em 2015.

A Microsoft estaria no caminho de lançar uma versão "revisada" do Edge (Imagem: Reprodução/Windows Central)

Caso mais ideias do projeto Phoenix forem colocadas em prática, a Microsoft dará mais um passo em direção a uma visão própria do navegador — o que parece ter sido proposital: primeiro, a companhia apostou num programa próximo do Chrome (visualmente e em funcionalidades) com o Edge baseado no Chromium e, com o tempo, começou a aplicar “caprichos pessoais” para diferenciar o navegador do concorrente. O “novo Edge” seria a próxima etapa.

Contudo, é difícil pontuar até onde a Microsoft pretende inovar com o navegador (inclusive, até que ponto isso seria positivo para sua popularidade). Atualmente, já dá para ver que a empresa pretende apostar em algo mais robusto que a contraparte do Google, com mais funções disponíveis logo de cara e com propostas únicas de navegação e interface.

Dito isto, não seria arriscado dizer que a Microsoft quer abraçar um pouco da proposta do Opera e Vivaldi: mais robusto em funcionalidades e distinto visualmente. Isso tudo, naturalmente, sem fugir do design implementado no Windows 11, um dos principais produtos da empresa.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:


Compartilhe: https://tinyurl.com/2e44egp9