OverClock
Segunda, 17 de Dezembro de 2018

Asus troca CEO e promete mais celulares para gamers e usuários avançados Segunda, 17 de Dezembro de 2018

Asus troca CEO e promete mais celulares para gamers e usuários avançados

Jerry Shen, CEO da Asus, está deixando o cargo após 11 anos. Ele será substituído por dois co-CEOs que guiarão uma nova estratégia: lançar mais celulares para gamers e usuários avançados. Isso pode significar mais ROG Phones e menos ZenFones no futuro; por enquanto, tudo continua igual, inclusive no Brasil.

TwinView Dock do Asus ROG Phone

Asus ROG Phone com o acessório TwinView Dock

A Asus promete uma “volta às essências” ao se concentrar em celulares para gamers e usuários experientes. Jonney Shih, presidente do conselho administrativo da Asus, diz em entrevista ao Business Next que o mercado de smartphones se tornou um “campo de batalha sangrento”.

A mudança de estratégia levou a uma perda não-recorrente de US$ 190 milhões para cobrir “perda de estoque, royalties, custos de produção e despesas de ajuste organizacional”. Shen explica ao Business Next que isso é necessário para ajudar a divisão móvel a avaliar os resultados de sua nova estratégia.

A Asus diz ao Mobile Time que, inicialmente, essas mudanças não terão impacto em sua estrutura no Brasil. Ela está em 4º lugar no ranking de fabricantes Android que mais vendem smartphones no país; suas vendas cresceram 11% no terceiro trimestre se comparadas ao período anterior.

Jerry Shen em 2015 para apresentar a linha ZenFone 2 em São Paulo

Asus terá dois co-CEOs

Shen será substituído por dois co-CEOs. S.Y. Hsu é o chefe da divisão de PCs, enquanto Samson Hu lidera o serviço global de atendimento ao cliente. Eles assumirão o novo cargo em 1º de janeiro de 2019. Eles já atuaram como co-diretores de operações em 2015.

A estrutura de dois co-CEOs foi adotada pela Oracle desde 2014, e pela Salesforce desde este ano. A BlackBerry fez isso de 1984 até 2012; os dois executivos renunciaram ao cargo após a empresa perder espaço para Apple e Samsung.

Shen esteve na Asus por 25 anos, e foi CEO por 11 anos. Ele é o principal criador do Eee PC, um dos principais netbooks a disputar espaço no mercado de computadores. Ele também coordenou o lançamento dos notebooks Transformer (com tela destacável), ZenBook (ultrabook), PadFone (smartphone que vira tablet) e Zenfone.

Daqui para a frente, Shen vai comandar uma startup chamada iFast para atuar no ramo de internet das coisas com inteligência artificial (AIoT). A Asus terá participação de 30% nessa nova empresa.

Com informações: Engadget, Mobile Time.

Asus troca CEO e promete mais celulares para gamers e usuários avançados


Compartilhe: http://tinyurl.com/y74sou3r