OverClock
Terça, 18 de Dezembro de 2018

Jack Dorsey enviou tufo de barba para Azealia Banks criar amuleto anti-ISIS Terça, 18 de Dezembro de 2018

Jack Dorsey enviou tufo de barba para Azealia Banks criar amuleto anti-ISIS

Se existe uma coisa que une as pessoas do mundo são as superstições. Todos temos alguma, sejam simpatias para arrumar namorado ou aquelas mais bobinhas, como não misturar manga com leite, passar debaixo da escada, não deixar o chinelo de ponta cabeça e coisas do tipo. Mas, em alguns casos, essas superstições podem chegar a outros níveis — principalmente se você é um milionário e criador de uma das redes sociais mais utilizadas do mundo.

De acordo com uma reportagem da revista Vanity Fair, Jack Dorsey, CEO do Twitter, chegou a enviar pelos da sua própria barba para a cantora Azelia Banks, na esperança de que ela usasse o tufo para construir para ele um amuleto de proteção contra o grupo terrorista ISIS, ou Estado Islâmico.

A história foi citada pela primeira vez pela própria rapper em 2016, quando em uma postagem no Twitter ela revelou que Dorsey havia lhe enviado um envelope com pelos para que ela construísse um amuleto de proteção para ele, mas na época pouca gente repercutiu o fato — como é o caso do Stereogum. Desde então, a rapper deletou o tweet mas, como acontece com qualquer fato bizarro envolvendo celebridades, ele continuou vivo em forma de prints.

Dois anos depois, o repórter Nick Bilton retomou a história em uma matéria para a Vanity Fair, escrevendo que uma fonte próxima a Dorsey revelou que o CEO enviou para uma rapper conhecida tufos de pelo da barba para que ela construísse para ele um amuleto de proteção contra o mal. Ainda que a reportagem de Bilton não revele quem foi essa rapper, o tweet de Azealia Banks em 2016 (que já foi deletado, por sinal) comprovava que a história contada pela artista era real.

Na época Dorsey estava sendo ameaçado de morte pelo grupo terrorista ISIS, e tentou fechar um acordo com a rapper: ele ajudaria a artista promover sua nova mixtape (Slay-Z) enquanto ela o ajudaria a promover o app de transferência de dinheiro Square e criaria para ele um amuleto mágico que o ajudaria a se proteger do Estado Islâmico.

Até o momento, nem Dorsey e nem Azelia Banks comentaram sobre a história, mas como os tweets de Azelia mostram, o amuleto talvez não fosse ajudar muito, já que Dorsey continua vivo e milionário mesmo com a rapper tendo acesso à barba dele e jurado se vingar por causa dele não ter cumprido sua parte em promover o álbum. Apesar disso, fica a dúvida: seria uma maldição conjurada pela artista o motivo da crise atual do Twitter com as contas falsas usadas pelos russos para manipular as eleições dos Estados Unidos? Fica o questionamento.


Compartilhe: http://tinyurl.com/yb3upygb