OverClock
Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Snapchat vê ações caírem após ser criticado por Kylie Jenner Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

Snapchat vê ações caírem após ser criticado por Kylie Jenner

As ações do Snapchat tiveram queda de 7% nesta quinta-feira (22), após Kylie Jenner afirmar, por meio do Twitter, que não usa mais o aplicativo. Em publicação na rede social, para seus mais de 24 milhões de seguidores, a celebridade americana disse nem mesmo abrir o software, o que levou a companhia a ter uma desvalorização de mais de US$ 1 bilhão.

Jenner é uma das “irmãs Kardashian”, mas apenas por parte de mãe. Ela é filha de Kris Kardashian com a atleta sexual Caitlyn Jenner. Com apenas 20 anos, ela também é uma das principais influenciadoras digitais do mundo, com livros lançados e aplicativos próprios, além de marcas de roupas e cosméticos. É, justamente, alguém cujas mensagens nas redes sociais podem causar um efeito desse tipo – principalmente quando se leva em conta que ela foi, entre as famosas, uma das usuárias mais contumazes da rede social.

O comentário negativo veio, como muitos outros, relacionado ao recente redesign do Snapchat. A empresa reformulou o aplicativo para dar mais atenção a publicações patrocinadas, feitas por marcas, facilitando a publicação de conteúdo promovido ao mesmo tempo em que as publicações comuns e as chamadas Stories dos contatos e seguidos foram unidas em um só lugar.

O movimento gerou tristeza entre os usuários e já é visto como um tiro que saiu pela culatra – voltado para aumentar o engajamento e, principalmente, o destaque das publicações pagas. Entretanto, o resultado foram petições com mais de um milhão de assinaturas para que o velho estilo voltasse, além, do que soa ainda pior, críticas claras de influenciadores que atraem milhões de pessoas para a rede social.

sooo does anyone else not open Snapchat anymore? Or is it just me... ugh this is so sad.

— Kylie Jenner (@KylieJenner) 21 de fevereiro de 2018

A celebridade terminou sua declaração afirmando que o Snapchat foi seu "primeiro amor" e que ainda adorava o aplicativo. Entretanto, o estrago já estava feito, com a postagem inicial ultrapassando rapidamente a marca dos 55 mil retweets e 300 mil curtidas, enquanto respostas de fãs concordando com a afirmação se acumulavam. 

O tweet de Kylie Jenner ainda teve um efeito secundário negativo, quando bots de publicação de conteúdo, que tentam passar como oficiais, começaram a publicar mensagens falsas. Na medida em que a mensagem da celebridade ganhava o noticiário, surgiam perfis com nomes semelhantes e a mesma imagem de exibição, prometendo “um presente” para os fãs.

O link postado, entretanto, levava os usuários a sites falsos, onde malwares poderiam ser baixados para seus computadores. A promessa, como normalmente acontece, era de software que prometiam mais segurança, justamente, contra os malwares que tais perfis falsos estavam tentando propagar.

O Snapchat não respondeu diretamente à publicação de Jenner, mas, nesta semana, respondeu aos pedidos dos usuários que ficaram desagradados com as mudanças. Segundo a empresa, é de se entender que uma alteração desse tipo cause estranheza, mas as mudanças são “apenas o começo” de um processo que deve tornar o serviço melhor e mais relevante para todos.

A negatividade vista ao longo do dia se manteve após o fechamento do pregão, quando as ações do Snapchat permaneceram com ligeira queda, de 0,06%. Os papéis da empresa, no momento em que essa reportagem é escrita, valem US$ 17,51 cada.


Compartilhe: http://tinyurl.com/y9hqokov