OverClock
Domingo, 17 de Fevereiro de 2019

Apesar de trimestre ruim, Nvidia fecha ano com alta de 21% na receita Domingo, 17 de Fevereiro de 2019

Apesar de trimestre ruim, Nvidia fecha ano com alta de 21% na receita

A Nvidia apresentou nesta quinta-feira (14) o seu relatório financeiro relativo ao quarto trimestre fiscal de 2018, que terminou no dia 27 de janeiro deste ano. A companhia abateu as expectativas apontadas na semana passada, quando informou a investidores alguns pontos do mercado que poderiam abalar as contas nesta reta final.

Um dos problemas foi a adoção ainda lenta da nova linha de placas de vídeo RTX, com capacidade de ray tracing. Outro fator que abalou os números da empresa foi a queda do mercado de criptomoedas, que havia impulsionado as ações da Nvidia no passado. Mineiradores buscavam placas da empresa por conta da potência, um nicho que agora está em queda.

As receitas non-GAAP, tipo de medida que geralmente é usada para deixar de lado números que têm impacto negativo em análise, foi de US$ 0,80 por ação, acima dos US$ 0,75 esperados.

A receita total do quarto trimestre foi de US$ 2,21 bilhões, com queda de 24% em relação ano anterior. Contudo, ainda é acima dos US$ 2,20 bilhões que estavam estimados para o período.

Em relação ao trimestre passado, a queda é ainda maior. No Q3, a Nvidia teve US$ 3,18 bilhões, 31% a mais que no Q4.

Apesar disso, a companhia terminou ano fiscal com receita recorde: foram US$ 11,72 bilhões, o que representa 21% a mais do que no ano passado.

“Este foi um fim turbulento que tivemos para um grande ano”, apontou Jensen Huang, fundador da Nvidia em nota para investidores. “A combinação de excessos de estoque em canais relacionados a pós-cripto e a recente deterioração do mercado final levou a um trimestre decepcionante”.

Isso ainda permitiu que a Nvídia retornasse a seus investidores um total de US$ 1,95 bilhão em ações e dividendos.

A proposta da companhia agora é devolver para seus investidores US$ 3 bilhões no atual ano fiscal. A empresa também informou que comprou US$ 700 milhões em ações próprias no último trimestre, prática comum para segurar os papéis.

Para o primeiro trimestre de 2019, a companhia estima uma receita de US$ 2,2 bilhões e um cenário de estabilidade. Ela não vê com bons olhos investimentos para o ano e prevê a manutenção ou leve queda para o ano de 2020.

Por fim, a Nvidia ainda apontou que setores de datacenter, jogos, trabalhos visuais e automotivo ajudaram a trazer bons números para o ano.


Compartilhe: http://tinyurl.com/y36c53t7