OverClock
Quinta, 25 de Abril de 2019

Snapchat fica mais leve e rápido para recuperar público no Android Quinta, 25 de Abril de 2019

Snapchat fica mais leve e rápido para recuperar público no Android

A Snap está mudando mais uma vez o Snapchat para tentar recuperar o número de usuários após constantes quedas nos últimos meses. Mas calma, pouca coisa deve variar na “carinha” do programa. A empresa finalizou este ano o Projeto Mushroom, cuja proposta é fazer o app ficar menor e mais leve ao menos para Android

Uma das principais reclamações de usuários do programa é que ele era muito pesado, ainda mais para quem não tinha um aparelho topo de linha. O projeto, portanto, funciona em backend com o objetivo de deixar o app 25% menor, trazendo 20% mais velocidade. Em resumo, otimização.

Será que isso pode trazer o usuário de volta para o programa? Segundo dados da própria Snap, houve aumento de 6% no número de pessoas com o programa entre quem tem aparelhos de entrada no final de semana após as mudanças. Um cenário que chama atenção, tendo em vista que os rumos anteriores eram de franca decadência.

-
Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.
-

A empresa também viu seu público crescer levemente no começo deste ano. O relatório financeiro da empresa no final de 2018 mostrava 186 milhões de usuários ativos diariamente. O número subiu para 190 milhões nos três primeiros meses de 2019.

O principal avanço foi relativo aos mercados fora de Europa e Estados Unidos, onde o programa teve uma margem de crescimento de 2 milhões de usuários ativos. Isso mostra que a mudança surtiu efeito, principalmente nos locais conhecidos por usarem aparelhos menos potentes.

Contudo, essa melhora pode não significar exatamente uma boa notícia para investidores da empresa. Para conseguir fazer com que o Snapchat ficasse mais rápido, foram preciso investimentos, sobretudo para a compra de processamento em nuvem e serviços como o AWS e Google Cloud.

Com isso, a expectativa é de que as perdas da companhia subam de US$ 123 milhões do início deste ano para até US$ 150 milhões no segundo trimestre.

A empresa também vai precisar investir em marketing para conseguir retomar o mercado que perdeu depois que o Instagram adicionou o Stories em seu app. Junto disso, agora, Facebook e até WhatsApp também oferecem a mesma função, justificando ainda menos a existência do Snapchat.

Somado a isso, a nova moda entre os jovens (principal público do Snapchat) é o TikTok, outra plataforma de vídeos muito popular em mercados emergentes como China e Índia.

Com isso, a Snap deve aumentar ainda mais seus gastos para tentar alçar ao marco que a empresa almeja: 200 milhões de usuários ativos por dia.

Leia a matéria no Canaltech.

Trending no Canaltech:


Compartilhe: http://tinyurl.com/yycz3582