OverClock
Domingo, 22 de Julho de 2018

Robô oftalmológico vai representar o Brasil em competição mundial da Microsoft Domingo, 22 de Julho de 2018

Robô oftalmológico vai representar o Brasil em competição mundial da Microsoft

Um robô de Curitiba vai ser o grande representante brasileiro na final da Microsoft Imagine Cup no próximo dia 25, em Seattle (EUA). Chamado de Adam Robo, ele foi selecionado entre 180 projetos na América Latina para a competição global com objetivo de estimular ideias inovadoras com soluções para problemas mundiais.

Qual problema nosso caro robô brasileiro é capaz de resolver? O projeto pretende levar atendimento médico para áreas de difícil acesso em que a população fica vulnerável ce cuidados oftalmológicos. Desta forma, o aparelho oferece testes de visão rápidos e precisos por inteligência artificial.

Criado por Juliano Santo, fundador da startup de Curitiba chamada Prevention, o projeto passou por mentoria do Microsoft Innovation Center, consegue identificar necessidades oftalmológicas urgentes colaborando com a prevenção da cegueira evitável.

“Milhares de casos de cegueira recorrentes no mundo todo poderiam ser alertados e evitados com um simples teste de visão, entretanto a porcentagem de pessoas que têm acesso a oftalmologistas, principalmente no Brasil, é muito baixa. A proposta do Adam é conscientizar sobre a saúde visual e potencializar o oftalmologista funcionando como uma triagem, já que gera uma anamnese clínica que colabora com a assertividade dos médicos”, afirma Juliano.

Adam identifica problemas oftalmológicos em cerca de cinco minutos (Foto: Divulgação)

O Adam Robo é capaz de fazer um teste de visão em cerca de cinco minutos e reconhece com precisão em níveis globais de aceitação para problemas de visão usuais como miopia, hipermetropia, vista cansada, astigmatismo e daltonismo. Como o objetivo é trabalhar com população carente sem acesso ao tratamento oftalmológico convencional, o Adam mostra escala de figuras para identificação por pessoas não alfabetizadas e letras para os que sabem ler.

“O teste é rápido e pode ser aplicado em adultos e crianças de todas as faixas etárias. Os resultados são gerados instantaneamente e digitalizados pelo software do Adam por meio de um aplicativo disponível para Android, web e iOS. O big data do sistema armazena todo o mapeamento do paciente, com a indicação ou não de doença oftalmológica, idade, sexo, escolaridade e localidade. Todos os dados podem ser acessados por qualquer oftalmologista por meio de um QR Code”, explica Juliano.

O Adam Robô vai representar o Brasil contra outras 33 invenções no mundial que acontece entre os dias 23 e 25 de julho, nos Estados Unidos, cujo campeão vai levar mais de 100 mil dólares, somando dinheiro, viagens e créditos em nuvem, como subsídio para desenvolvimento do projeto, além de mentoria de Satya Nadella, CEO da Microsoft.

“Já estamos trabalhando em novas versões do Adam Robo, que vão permitir, por exemplo, que o teste seja realizado de modo automatizado e por conversação, de maneira muito mais humanizada. Além disso, já estamos trabalhando para que o Adam aponte diretamente as possíveis doenças, potencializando o trabalho dos oftalmologistas”, completa Santos.

Atualmente, o produto é usado em mutirões de exames gratuitos para população, executados pela Prefeitura de Curitiba.


Compartilhe: http://tinyurl.com/ycqchxsk