OverClock
Terça, 18 de Dezembro de 2018

“Anaconda”, o novo Xbox, pode chegar ao mercado em 2020 Terça, 18 de Dezembro de 2018

“Anaconda”, o novo Xbox, pode chegar ao mercado em 2020

O que seria melhor que um escorpião? Para a Microsoft, aparentemente, uma Anaconda. Esse seria o codinome de um dos modelos que constituiriam a próxima geração do Xbox, uma geração de plataformas cujo desenvolvimento já foi confirmado e estaria marcado para chegar ao mercado em 2020.

O tal Anaconda seria o equivalente ao que hoje é o Xbox One X, um modelo superior em poder de processamento, visuais e recursos em relação à versão padrão e mais modesta da plataforma. De maneira geral, a nova geração de videogames da Microsoft repetiria a parceria com a AMD no que toca unidades de processamento e GPU, mas essa versão aprimorada traria, por exemplo, um SSD para reduzir o tempo de carregamento de arquivos e aumentar a velocidade de execução dos jogos.

Enquanto isso, a versão mais barata do aparelho estaria sendo trabalhada com o codinome Lockhart. Da mesma maneira, essa seria a edição equivalente ao atual Xbox One S, também com componentes da AMD em seu interior, mas configurações de sistema menos robustas. Ele seria, logicamente, plenamente compatível com todos os games e acessórios da família, mas, como acontece hoje, rodaria tudo em resolução menor e com uma taxa de quadros por segundo inferior, sendo um aparelho voltado mais para o usuário comum ou para aquele gamer que não quer investir tanto dinheiro em um videogame.

Em ambos os casos, os novos Xbox teriam retrocompatibilidade total não apenas com os jogos mais antigos da família, por meio do mesmo sistema digital que já existe hoje, mas também rodaria os títulos do próprio One. Isso valeria, novamente, tanto para games em disco quanto para suas versões digitais, que poderão ser adquiridas por meio de um marketplace online unificado, que reuniria tanto jogos, aplicativos e outras opções de entretenimento quanto permitiria a jogatina online entre os usuários de diferentes versões e gerações do console.

Ainda, outro grande foco da plataforma deve ser o recém-anunciado Projeto xCloud, uma plataforma de streaming de games que levaria os títulos da Microsoft a diferentes dispositivos, mesmo aqueles não ligados diretamente à família Xbox. A ideia é que os jogadores possam aproveitar o poder da nuvem para rodar títulos fora de casa, no celular, ou joguem até mesmo em computadores nada robustos, com todo o processamento sendo feito em servidores da empresa, com apenas as imagens sendo transmitidas pela internet.

Os novos rumores publicados pela imprensa internacional, entretanto, não retomam comentários antigos sobre a chegada de uma versão do Xbox sem drive de disco. Os boatos apontam para uma edição do One focada totalmente no mercado digital ou, então, na versão mais modesta do aparelho de nova geração, com a remoção do componente implicando em um pequeno corte de custos e, também, em uma redução no tamanho geral do dispositivo, de forma a firmar ainda mais a diferença entre ele e a versão mais robusta do videogame.

Desnecessário dizer, claro, que nada disso está confirmado oficialmente. Como dito, a Microsoft confirmou na E3 deste ano que já está trabalhando em uma nova geração do Xbox. A expectativa é que os novos consoles sejam exibidos pela primeira vez na feira do ano que vem e, em 2020, mostrados plenamente, com direito a design final, preço e jogos de lançamento em preparação para uma chegada no final daquele ano. Essa seria a lógica, levando em conta o que aconteceu com o One, mas, sem notícias oficiais, tudo ainda permanece no campo da especulação. Uma coisa, entretanto, é certa: a nova geração de videogames não deve demorar a chegar.


Compartilhe: http://tinyurl.com/ycf92udg